340 milhões de cristãos foram perseguidos no mundo em 2020

Pelo sexto ano consecutivo, a Nigéria lidera a lista de países mais perigosos para cristãos.

Os ataques contra os adeptos do Cristianismo estão em constante crescimento e foram agravados pela pandemia de coronavírus

Um relatório divulgado pela ONG Portas Abertas, nesta quarta-feira (13), aponta que cerca de 340 milhões de cristãos foram “fortemente perseguidos” no mundo em 2020. 

Em 2019, foram 260 milhões de cristãos perseguidos. 

Já o número de cristãos mortos por sua fé aumentou 60%, passando de 2.983 para 4.761

De acordo com o texto: 

“As minorias cristãs perseguidas enfrentaram violência sem precedentes e aumento da discriminação. A covid-19 ampliou as tendências que temos constatado há vários anos.” 

Morte de cristãos por perseguição religiosa aumenta 40% em 2018
Foto: Reprodução/Twitter

O relatório também apresentou a lista anual de 50 países onde os cristãos estão no centro da mira.  

 Pelo sexto ano consecutivo, a Nigéria lidera “os países onde mais pessoas foram mortas por sua fé” (3.530 mortos), à frente da República Democrática do Congo (460) e do Paquistão (307). 

 Em contrapartida, a ONG observa que o número de igrejas atacadas caiu pela metade em comparação com 2019. 

China lidera esta lista com 3.088 igrejas atacadas, à frente da Nigéria. 

Comentários