81% dos hospitais públicos da Venezuela sequer têm sabão

Jose Villarroel waits for hours in an emergency operating room at Luis Razetti Hospital in Puerto la Cruz, Venezuela, April 15, 2016. The economic crisis in this country has exploded into a public health emergency, part of a larger unraveling that has become so widespread it has prompted President Nicolas Maduro to impose a state of emergency, raising fears of a government collapse. (Meridith Kohut/The New York Times)

Especialista indicam que a Venezuela poderá ser fortemente atingida pela pandemia de coronavírus. 

Juan Guaidó, presidente interino da Venezuela, afirmou, nesta segunda-feira (23), que 81% dos hospitais públicos do país sequer têm sabão.

O alerta surge no momento em que a pandemiada nova variante de coronavírus já deixa seus primeiros infectados no país controlado pela ditadura de Nicolás Maduro.

Para se ter ideia da complexa situação pela qual a Venezuela pode passar com a proliferação do coronavírus, número total de leitos com respiradores em todo o país é de apenas 84, destaca o portal R7.

Guaidó ainda alertou que 82% das famílias venezuelanas não recebem água encanada. 

“Há um ano, com o início da crise humanitária, era importante receber ajuda. Hoje será vital para impedir que uma catástrofe ocorra na Venezuela”, destacou Guaidó.

Comentários