Ação do PT e PSOL impede volta às aulas presenciais no Rio

Parlamentares de esquerda comemoraram o entendimento do juiz sobre a volta às aulas.

A volta às aulas presenciais na cidade do Rio de Janeiro foi barrada após decisão de Roberto Câmara Lace Brandão, magistrado do TJ-RJ.

Os alunos estavam programados para retornar aos colégios nesta terça-feira (6). 

No último domingo (4), o juiz plantonista atendeu a uma ação assinada por políticos do PT e do PSOL

Caso a decisão seja descumprida, a prefeitura pagará uma multa de R$ 50 mil

Em sua decisão, o juiz argumentou:

“A precipitação da volta às aulas presenciais enseja um aumento desarrazoado da elevação do risco de contágio, tanto no que tange aos alunos e seus familiares, como também no que diz respeito a classe dos professores e demais profissionais envolvidos na atividade de ensino.”

A medida, que ainda é passível de recurso, afeta a rede municipal e privada. 

Comentários