Alemanha proíbe venda de plásticos descartáveis

Em 2020, a produção anual global de plásticos caiu 0,3% em razão da pandemia.

Aprovada em setembro de 2020, uma legislação da Alemanha que proíbe notavelmente “cotonetes, talheres, pratos, canudos, colheres e copos de plástico” entra em vigor neste sábado (4).

Certas embalagens de poliestireno, usadas como recipientes para alimentos, também são afetadas pela proibição.

 O texto aplica uma diretriz da União Europeia bane uma dezena de categorias diferentes de plásticos.

A comercialização dos estoques pré-existentes deve permanecer autorizada após 2021, permitindo o escoamento da produção já realizada.

O projeto de legislação alemão prevê ainda que as administrações dêem prioridade aos “produtos feitos com materiais reciclados” nos concursos para compras de insumos, a fim de estimular a economia circular, destaca o site RFI.

Pela terceira vez desde o início da era industrial, a produção anual global de plásticos caiu 0,3% em 2020, devido à pandemia de coronavírus.

Renova Mídia

Comentários