Após saída de Bolsonaro, PSL abre as portas para governador do Rio

RIO E BRASÍLIA — Após a ida do presidente Jair Bolsonaro para o Aliança pelo Brasil, o PSL abriu as portas para o governador do Rio, Wilson Witzel. Hoje desafeto de Bolsonaro, o ex-juiz recebeu na última terça-feira, no Palácio Guanabara, uma visita de representantes da Executiva Nacional da antiga legenda de Bolsonaro. Presidente e os filhos anunciaram recentemente o desembarque e lançaram anteontem a sigla que pretendem criar a tempo das eleições municipais do ano que vem.

Mirando outra corrida eleitoral — pela presidência da República, em 2022 — encontraram-se com Witzel o vice-presidente nacional do PSL, Antônio Rueda, e os deputados federais Junior Bozzella (SP) e Sargento Gurgel (RJ). Segundo um interlocutor, durante a reunião, Rueda chegou a brincar com a pretensão de Witzel de conquistar o Palácio do Planalto: “De eleger presidente, o PSL entende”.

Comentários