BNDES cobra Ford após anúncio de saída do Brasil

Banco aguarda respostas para avaliar os impactos da decisão da Ford sobre os empréstimos.

A montadora Ford anunciou, na última segunda-feira (11), o encerramento da produção de veículos no Brasil, com o fechamento de três fábricas. 

Agora, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pediu explicações à montadora dos Estados Unidos sobre o encerramento das atividades. 

Atualmente, há dois contratos de empréstimo entre a Ford e o banco estatal, no valor de R$ 335 milhões, além de 30 contratos de financiamento indiretos. 

De acordo com o BNDES, os contratos de empréstimo foram assinados em 2014 e 2017 e tinham como objeto projetos destinados ao desenvolvimento de novos produtos da montadora para o Brasil.  

Os acordos também possuem cláusulas que preveem a manutenção do emprego durante a implementação desses projetos. 

Ainda segundo o BNDES, os empréstimos já passaram da metade do prazo total e os pagamentos estão em dia. 

No pedido por esclarecimentos, o banco disse aguardar as respostas para avaliar os impactos da decisão da Ford sobre os empréstimos ainda vigentes. 

Comentários