Bolsonaro critica movimentação de ministros do STF sobre voto impresso

Barroso, Moraes e Fachin articulam para conter PEC do voto impresso.

O presidente Jair Bolsonaro acusou, nesta quinta-feira, 1º de julho, três ministros do STF de estarem articulando a derrubada da proposta que prevê a implementação do voto impresso.

O texto está em tramitação na Câmara dos Deputados.

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, sem citar nomes, Bolsonaro declarou:

“Tem uma articulação de três ministros do Supremo para não ter o voto auditável. Se não tiver, eles vão ter que apresentar uma maneira de termos eleições limpas. Se não tiver, vamos ter problemas no ano que vem. Eu estou me antecipando a problemas no ano que vem.”

E acrescentou:

“O voto auditável vai ter a certeza em quem o povo votar vai ser eleito. Como está aí, a fraude está escancarada e não vai ser só para presidente não, vai ser para governador, senador, fraude. Então se tem três do Supremo articulando para não ter o voto impresso, é porque eles estão preocupados com a judicialização.”

A assessoria de imprensa do STF foi procurada pela agência Reuters em busca de mais informações, mas disse que não vai comentar as declarações de Bolsonaro.

Nesta quarta-feira (30), o jornal O Globo relatou que os ministros STF,  Luís Roberto BarrosoAlexandre de Moraes Edson Fachin, articulam juntos contra a implementação do voto impresso auditável no Brasil. 

Nós te apresentamos mais detalhes sobre o caso na reportagem “Ministros do STF articulam contra o voto impresso, diz jornal”.

Renova Mídia

Comentários