Bolsonaro é contra vacinação obrigatória

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta segunda-feira (31), que ninguém pode ser obrigado a tomar uma possível vacina contra o coronavírus.

A declaração foi uma resposta a uma apoiadora que pediu que o governo federal proíba a vacinação contra a Covid-19.

“Ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina”, disse Bolsonaro na entrada do Palácio da Alvorada, em Brasília.

Hora antes, o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, visitou a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, para acompanhar o cronograma de entrega da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Comentários