Brasil melhora projeção de déficit primário em 2020

Houve realização em montantes superiores aos estimados nos meses de setembro e outubro.

O Ministério da Economia do governo Jair Bolsonaro melhorou, nesta sexta-feira (20), sua estimativa para o déficit primário do governo central a R$ 844,574 bilhões em 2020. 

O número representa uma diminuição de R$ 16,429 bilhões ante o rombo calculado antes. 

Ainda assim, em função dos gastos extraordinários com o enfrentamento da pandemia de coronavírus, o número será recorde.  

O ajuste foi puxado principalmente pela redução em R$ 11,750 bilhões nas despesas previstas para o ano na comparação com o relatório anterior, a R$ 2,035 trilhões

De acordo com a pasta controlada pelo ministro Paulo Guedes, houve “realização em montantes superiores aos estimados nos meses de setembro e outubro em razão de arrecadações atípicas observadas, principalmente, no Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas”. 

Comentários