China promove genocídio contra uigures, diz Parlamento do Canadá

A decisão dos parlamentares sobre a China não é vinculante ao governo federal canadense.

O Parlamento do Canadá aprovou, na última segunda-feira (22), o reconhecimento formal de que a China está cometendo genocídio contra uigures no país.  

O primeiro-ministro canadense Justin Trudeau e os membros do mais alto escalão de seu gabinete não participaram da votação. 

A medida foi aprovada por ampla maioria na Casa, com o apoio de todos os parlamentares da oposição e de alguns do Partido Liberal, de Trudeau.  

O embaixador do país asiático no Canadá já alertou que a decisão dos parlamentares poderia constituir uma interferência em questões domésticas da China. 

Com a decisão, o Canadá se torna o segundo país a designar o tratamento dado por Pequim aos uigures como “genocídio”, após os Estados Unidos.  

Comentários