Cientistas usam nanotecnologia para destruir bactérias e fungos

Resistência a antibióticos é uma grande ameaça à saúde global, causando milhares de mortes por ano.

Um grupo de pesquisadores da Universidade RMIT, da Austrália, desenvolveu um novo revestimento contra as bactérias para ser usado em curativos e implantes. 

O material inovador demonstrou eficácia contra uma ampla gama de bactérias resistentes a medicamentos e células fúngicas.

Com o apoio da nanotecnologia, o revestimento deixou as células humanas praticamente ilesas.

A nova descoberta australiana foi baseada num material 2D ultrafino que tem sido muito pesquisado pelo setor de eletrônicos. 

De acordo com o site Phys, o pesquisador e co-líder da pesquisa, Dr. Aaron Elbourne, afirmou:

“Este é um avanço significativo, uma vez que estamos falando de patógenos responsáveis por enormes cargas de saúde.”

Elbourne destacou:

“À medida em que a resistência a drogas continua crescendo, a capacidade de tratar infecções se torna cada vez mais difícil.”

Comentários