CORONAVÍRUS: Em Açailândia medidas tomadas pelo prefeito Aluísio têm surtido efeitos positivos no combate a Covid-19

Mesmo com o número de infectados já ultrapassando a casa dos 2.000 casos, a cidade de Açailândia durante a semana que se passou tem motivos para comemorar, pois tem aumentando significativamente o número de curados que já chega a 253 pacientes, e de certa forma estabilizado o número de óbitos nos últimos.


As medidas tomadas pela Secretaria Municipal de Saúde de testar o maior número de suspeitos de terem contraído o vírus, e, consequentemente, o tratamento da doença logo nos primeiros sintomas tem diminuído significativamente o número de internações no Hospital Municipal, UPA, com também no Hospital de Campanha – A UPA de Açailândia passou todo o final da semana com 100% dos leitos desocupados.


Cautela


É tempo de comemorar?
Até vale pelos números positivos apresentados no momento, no entanto, é preciso “vigiar e orar” para que as medidas de relaxamento iniciadas no dia 1º de junho que só serão sentidas lá para o dia 15 de junho, não coloque novamente a rede hospitalar de Açailândia á beira de um colapso, fato já ocorrido em meio a essa pandemia.


Aparentemente, os números positivos indicam isso, o que pode representar que a cidade de Açailândia pode até alcançado a crista da onda e oferecer nesse momento aos munícipes, uma tendência de estabilização no número de infectados e cada vez mais aumentar o número de curados.


Por outro lado, há um grande perigo nos números positivos, o relaxamento. Não é hora de relaxar, pois a situação no Brasil ainda está fora de controle e muitas especialistas falam de uma nova onda.


“Canja de galinha não faz mal a ninguém, mas se não esfriar queima a língua, por isso, muita calma nesta hora”.


Números de ocupação na rede hospitalar de Açailândia


•Total de leitos de UTI COVID-19 = 10 leitos, 03 estão ocupados (01 paciente de Imperatriz, 01 de Buriticupu; 01 de Açailândia). Taxa de ocupação: 30%;• Leitos clínicos da UPA = 14 leitos, nenhum leito ocupado. Taxa de ocupação: 0%;•Leitos clínicos da HMA = 16 leitos, 02 estão ocupados. Taxa de ocupação: 14%;•Leitos clínicos do Hospital de Campanha = 60 leitos, 34 estão ocupados. Taxa de ocupação: 57%.


Postado por WILTON LIMA

Comentários