Cristiano Ronaldo pode deixar Juventus devido à crise econômica do coronavírus, diz jornal

Cristiano Ronaldo concordou em abrir mão de 3,5 milhões de libras (R$ 22 milhões) em salários para ajudar a Juventus devido à pandemia do novo coronavírus, mas o seu futuro pode ser longe da Itália. Segundo o ‘The Sun’, o craque português pode deixar o clube devido as dificulldades econômicas enfrentadas pelos italianos devido a doença.

Segundo o jornal, o surto da Covid-19 pode afetar a capacidade da Juventus de pagar o alto salário da sua principal estrela. Estima-se que Cristiano Ronaldo receba 510 mil libras (R$ 3,2 milhões) por semana em Turim e seria sacrificado em uma redução no elenco.

A Juventus estaria disposta a negociar com Cristiano Ronaldo uma redução salarial para que ele permaneça até o final do contrato. Em seguida, ofereceria uma renovação de um ano, onde o clube acredita que voltará a ser uma potência econômica.

Caso Ronaldo queria deixar a itália, a ‘Velha Senhora’ exigiria cerca de 62,5 milhões de libras (R$ 399 milhões) para o cinco vezes vencedor do Ballon d’Or, cujo contrato termina em 2022. Até o momento, nenhum clube demonstrou interesse.

Cristiano Ronaldo chegou à Juventus em 2018 e marcou 21 gols em 31 jogos na última temporada, ajudando a conquistar o Campeonato Itlaiano.

Comentários