Dançarina é condenada à prisão no Egito por postar vídeos no TikTok

Image processed by CodeCarvings Piczard ### FREE Community Edition ### on 2020-06-27 13:54:45Z | http://piczard.com | http://codecarvings.com

Mulher foi acusada pelo Ministério Público do Egito de “cometer atos indecentes em público”.

A dançarina de dança do ventre, Sama el-Masry, foi condenada a três anos de prisão pela Justiça do Egito por “atos indecentes”.

Sama, de 42 anos, também precisará pagar uma multa de US$ 18 mil por publicar fotos e vídeos na plataforma digital TikTok.

A mulher foi acusada pelo Ministério Público do Egito de “cometer atos indecentes em público”, “incitar a prostituição” e “violar os valores familiares da sociedade egípcia”. 

Presa em abril, Sama negou que tenha publicado os vídeos, alegando que teve o celular roubado e o conteúdo foi publicado por outra pessoa sem o seu consentimento.

O parlamentar John Talaat afirmou que a dançarina e outras influenciadoras estavam destruindo os valores e tradições da família. 

“Há uma enorme diferença entre liberdade e devassidão”, disse Talaat.

Referências: [1]

Comentários