Em jogo de arbitragem confusa, Fluminense bate Botafogo-PB com folga no Maracanã e avança na Copa do Brasil

Rio de Janeiro - 23/01/2020 - Maracanã.rFluminense enfrenta a Portuguesa pela 2ª rodada da Taça Guanabara 2020.rFOTO: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C. r rIMPORTANTE: Imagem destinada ao autor, seu uso comercial está vetado incondicionalmente por seu autor .É obrigatório mencionar o nome do autor ou usar a imagem.r.rIMPORTANT: Image intended for creator. Commercial use is prohibited unconditionally by its author. It is mandatory to mention the name of the author or use the image.r.rIMPORTANTE: Imágen para uso solamente ao autor. El uso comercial es prohibido por su autor. És mandatório mencionar el nombre del autor ao usar el imágen.

Vitória tricolor com folga

O Fluminense venceu o Botafogo-PB por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, no Maracanã, e se classificou para a terceira fase da Copa do Brasil. O confronto era decidido em partida única. Em um jogo de arbitragem confusa, Marcos Paulo e Nenê marcaram os gols da partida, ambos no 2º tempo.

  • Próxima faseCom a vitória, o Fluminense passou para a 3ª fase da competição, onde enfrentará o Figueirense. A partir de agora, os confrontos serão decididos em ida e volta. O sorteio dos mandos de campo será realizado nesta quinta-feira, na sede da CBF. Os clubes farão a reedição da final da Copa do Brasil de 2007. Na ocasião, o Tricolor levou a melhor e foi campeão.
  • Arbitragem confusaA partida foi marcada por erros de marcação do trio goiano composto pelo árbitro Jefferson Ferreira de Moraes e pelos assistentes Cristhian Passos Sorence e Marcio Soares Maciel. Foram ao três erros claros em lances capitais, além de marcações que geraram dúvidas em dois lances. Vale lembrar que não há VAR nesta fase da competição.Confira os lancesAos 28 minutos do 1º tempo, os jogadores do Fluminense pediram pênalti neste lance:

No primeiro gol do Fluminense, aos 6 minutos do 2º tempo, houve uma inversão de marcação de lateral. A bola havia batido em Gilberto antes de sair.

á no segundo gol, aos 24, de acordo com o comentarista de arbitragem, Sálvio Spínola, na Central do Apito, não houve pênalti em Gilberto.

Aos 32 minutos do 2º tempo, Evanilson fez o que seria o terceiro gol do Flu. Mas o bandeirinha acusou impedimento. No entanto, dois jogadores do Botafogo-PB davam condições ao atacante tricolor.

Aos 42, foi a vez de Hudson completar de cabeça para o fundo das redes. A arbitragem novamente marcou impedimento. Este lance foi mais difícil que o outro, mas pela câmera, o volante pareceu estar na mesma linha da bola.

Vaias após 1º tempo, aplausos após 2ª eapa

Jogando em casa, o Fluminense tomou a iniciativa do jogo e levou perigo a primeira vez aos 15 do primeiro tempo, em cabeceio de Evanilson. Wellington Silva teve boa chance aos 20 e Gilberto acertou a trave quatro minutos depois. Apesar do domínio, o 0 a 0 no placar deixou impaciente a torcida, que vaiou a equipe na saída do intervalo.

O Tricolor voltou para o segundo tempo com Pacheco no lugar de Wellington Silva. Mas quem roubou a cena foi Gilberto, que fez bela jogada pela direita para o gol de Marcos Paulo, aos seis minutos. O Botafogo quase chegou ao empate aos 19, com Dico. Mas aos 24, Gilberto sofreu pênalti, Nenê converteu e encaminhou a vitória do Flu. O time carioca ainda balançou a rede mais duas vezes, nos impedimentos marcados citados acima. A equipe paraibana chegou a assustar no fim, mas Muriel salvou duas vezes.

Comentários