Embraer quer colocar avião elétrico nos ares em 2021

O protótipo que já está em desenvolvimento tem o primeiro voo previsto para 2021.

Embraer e a EDP, empresa de Portugal que atua em todos os segmentos do setor elétrico brasileiro, firmaram parceria para a pesquisa do avião elétrico.  

A multinacional de origem portuguesa anunciou um aporte financeiro para a aquisição da solução de tecnologia de armazenamento de energia e recarga do avião demonstrador de tecnologia de propulsão 100% elétrica. 

A aeronave elétrica utiliza um EMB-203 Ipanema como plataforma de testes.  

O protótipo que já está em desenvolvimento tem o primeiro voo previsto para 2021.  

O investimento faz parte do acordo de cooperação que as duas companhias fecharam para impulsionar o estudo de tecnologias de armazenamento de energia e recarga de baterias para a aviação. 

A parceria vai permitir investigar a aplicabilidade de baterias de alta tensão para o sistema de propulsão elétrico de um avião de pequeno porte, além de avaliar suas principais características de operação, como peso, eficiência e qualidade de energia, controle e gerenciamento térmico, ciclagem de carregamento, descarregamento e segurança de operação. 

Comentários