Espanha sofre, mas vence Suíça nos pênaltis e avança para a semifinal

Resumão

Foi mais difícil e sofrido do que se esperava. Mas a Espanha está na semifinal da Eurocopa. O time de Luis Enrique venceu a Suíça nos pênaltis, depois de um 1 a 1 no tempo regulamentar e na prorrogação, em São Petersburgo, e agora espera por Itália ou Bélgica. Os espanhóis atuaram todo o tempo adicional com um a mais e massacraram os suíços, mas só conseguiram a vaga nas penalidades, com duas defesas de Unai Simón.

  • O QUE VEM POR AÍ?A Espanha avança para a sua quinta semifinal de Eurocopa e vai tentar o quarto título da competição. A equipe espera por Bélgica ou Itália, que se enfrentam nesta tarde. A semifinal vai ser disputada em Wembley, na próxima terça-feira, dia 6, às 16h (de Brasília). Veja a tabela da Euro!

1 A 1 SONOLENTO. MAS A PRORROGAÇÃO…

Pela primeira vez na Euro, a Espanha conseguiu um gol logo no começo do jogo. Aos sete minutos, Jordi Alba aproveitou sobra na frente da área, chutou de primeira, a bola desviou em Zakaria e entrou. A Uefa deu gol contra do suíço. Mas o gol não animou a partida. La Roja seguiu com amplo domínio da posse de bola, mas sem efetividade. A Suíça encontrou espaços nos contragolpes, mas só conseguiu assustar no segundo tempo. E conseguiu o empate.

Shaqiri e Busquets em ação durante Suíça x Espanha

Shaqiri e Busquets em ação durante Suíça x Espanha (Foto: Dmitri Lovetsky/Reuters)

Aos 22 minutos da etapa complementar, Pau Torres e Laporte erraram saída de bola, Freuler ficou com a sobra na direita e cruzou rasteiro para Shaqiri mandou para o gol: 1 a 1. No entanto, a Suíça sofreu um baque pouco depois. Aos 31, Freuler fez um carrinho perigoso em Moreno e levou cartão vermelho direto. Mesmo com um a mais, a Espanha não conseguiu criar e foi para a prorrogação. Aí o cenário da partida mudou.

  • Sommer fez várias defesas na prorrogação e foi essencial para a Suíça levar a decisão contra a Espanha para os pênaltis (Foto: Alexander Hassenstein/EFE)A Espanha havia finalizado 10 vezes em todo o tempo regulamentar. Mas terminou a prorrogação com 17. No entanto, a falta de pontaria e, especialmente, Sommer, salvaram a Suíça. O goleiro fez incríveis sete defesas nos dois tempos adicionais, e a equipe de Luis Enrique se cansou de perder gols. E não evitou a decisão nas penalidades.
  • A REDENÇÃOProtagonista nas oitavas de final, ao não dominar uma bola recuada em gol contra da Espanha, Unai Simón foi o herói nesta sexta. Ele defendeu os pênaltis cobrados por Schär e Akanji, viu Vargas isolar, e foi essencial na classificação espanhola. Busquets mandou na trave, e Rodri também errou para o time de Luis Enrique, mas os tricampeões avançaram. Simón foi eleito o melhor em campo e ganhou elogios do ídolo Casillas.Unai Simón defendeu dois pênaltis e foi eleito o melhor em campo em Suíça x Espanha (Foto: Kirill Kudryavtsev/Reuters)
  • DE CABEÇA ERGUIDAA Suíça se despede com sua melhor campanha na história da Eurocopa e de cabeça erguida. Depois de eliminar a campeã mundial França, o time de Vladimir Petkovic ganhou a simpatia da torcida russa em São Petersburgo. E foi quem mais criou no tempo regulamentar diante da Espanha, até ter Freuler expulso, aos 31 da segunda etapa. A equipe atuou mais de 45 minutos com um a menos e suportou toda a pressão espanhola, especialmente na prorrogação, quando Sommer fez sete defesas. Mas caiu nos pênaltis.Jogadores da Suíça agradecem apoio da torcida em São Petersburgo após a eliminação na Eurocopa (Foto: Maxim Shemetov/Reuters)

GE

Comentários