’Esta eleição está sob protesto’, diz Donald Trump

Apontando fraude, Trump diz que os votos em estados cruciais não podem ser certificados.

Na véspera da votação do Colégio Eleitoral, o processo que pode consolidar o democrata Joe Biden como presidente-eleito dos Estados Unidos, o atual chefe da Casa Branca afirmou que o pleito estava “sob protesto”, apontando que fraudes generalizadas afetaram o resultado.  

Em uma série de mensagens no Twitter, neste domingo (13), Trump declarou: 

“Swing States que encontraram fraude eleitoral em massa, que são todos eles, não podem certificar legalmente esses votos como completos e corretos sem cometer um crime severamente punível.” 

O republicano acrescentou: 

“Todos sabem que mortos, menores de idade, imigrantes ilegais, assinaturas falsas, prisioneiros e muitos outros votaram ilegalmente.” 

E continuou: 

“Além disso, ‘falhas’ em máquinas (outra palavra para FRAUDE), coleta de votos, eleitores não residentes, cédulas falsas, ‘enchendo as urnas’, compra de votos, agressão aos observadores eleitorais republicanos e, às vezes, até mais votos do que pessoas votando, aconteceram em Detroit, Filadélfia, Milwaukee, Atlanta, Pittsburgh e em outros lugares.” 

Trump continuou: 

“Em todos os casos dos Swing States, há muito mais votos do que o necessário para ganhar o Estado e a própria eleição.” 

E completou: 

“Portanto, OS VOTOS NÃO PODEM SER CERTIFICADOS. ESTA ELEIÇÃO ESTÁ SOB PROTESTO!” 

Comentários