EUA usam inteligência artificial para controlar jato militar pela 1ª vez

An Air Force U-2 flies a training mission. (U.S. Air Force Photo by Master Sgt. Rose Reynolds)

Força Aérea dos EUA usou o algoritmo desenvolvido pela companhia DeepMind.

Pela primeira vez, a Força Aérea dos Estados Unidos permitiu que uma inteligência artificial assumisse o controle do jato espião Lockheed U-2 de forma parcial.  

O teste aconteceu durante um treinamento realizado na última terça-feira (15), com ajuda de um algoritmo desenvolvido pela companhia DeepMind

O exercício militar não envolvia uso de armas. O avião tinha um piloto para assumir o controle no caso de uma eventual falha. 

Apelidado de “Dragon Lady”, o jato espião dos EUA foi utilizado no teste com IA. 

Will Roper, secretário da Força Aérea dos EUA, disse que o objetivo do teste foi apresentar o conceito de “equipe homem e máquina”.  

Dessa forma, no futuro, os robôs vão assumir as partes técnicas limitadas, enquanto os humanos seguem no controle das principais decisões. 

Comentários