Fábio Faria defende fim do ‘cercadinho’ no Palácio da Alvorada

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou, neste domingo (26), que as interações diárias do presidente da República, Jair Bolsonaro, com apoiadores e imprensa na parte externa do Palácio da Alvorada, em Brasília, são prejudiciais para o governo federal.

Em entrevista ao jornal O Globo, Faria disse que o funcionamento do assim chamado “cercadinho” é “ruim para o país”:

“Acho que aquele ‘cercadinho’ funcionando diariamente é ruim para o país, para o presidente e para a imprensa.” 

E acrescentou:

“A gente conseguiu em um ano ter praticamente 50 ‘crises de duas palavras’, como eu chamo. E a gente só falava, durante a semana toda, sobre aquelas duas palavras faladas ali.”

Comentários