Fruto da CPI, Observatório da Pandemia tem primeira reunião nesta quarta-feira

Observatório da Pandemia pretende se reunir nesta quarta-feira, 3, para discutir formas de acompanhar os desdobramentos do relatório da CPI da Covid-19, aprovado na semana passada no Senado Federal. Os parlamentares querem evitar que as denúncias caem no esquecimento. Por isso, eles prometem pressionar as autoridades para uma solução rápida. Relatórios fatiados já foram entregues à Procuradoria-Geral da República (PGR), ao Supremo Tribunal Federal (STF), ao Tribunal de Contas da União, à Procuraria do Distrito Federal. Os senadores também pretendem entregar relatórios ao Ministério Público de São Paulo e do Rio de Janeiro. A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) pediu o indiciamento de 80 pessoas, no entanto, como o colegiado não tem permissão de punir ninguém, os pedidos estão sendo encaminhados para as autoridades competentes. A PGR, por exemplo, é responsável por investigar pessoas que tenham foro privilegiado, como o presidente Jair Bolsonaro, os ministros Marcelo Queiroga e Braga Netto e também o filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro.

Jovem Pan

Comentários