Jornais já falam em ‘poucas evidências’ de fraude nos EUA

shot of election 2020

A imprensa não fala mais na falta de evidências. O termo do momento é: “poucas evidências”.

Os grandes jornais dos Estados Unidos estão começando a admitir que evidências de fraudes foram registradas na eleição presidencial do dia 3 de novembro. 

Eles agora não falam mais em falta de evidências, o termo utilizado no momento é: “poucas evidências”. 

“Barr permite investigações eleitorais apesar das poucas evidências de fraude”, diz a manchete de reportagem publicada, nesta segunda-feira (8), pelo jornal The Washington Post. O mesmo título foi replicado pela FOX13

Outros veículos de imprensa também publicaram manchetes nas últimas horas com usando o termo. Confira. 

“Barr autoriza investigações eleitorais apesar das poucas evidências de fraude”, afirma a PBS

“’Muito pouca evidência’ de fraude eleitoral”, diz a Sky News Australia

“O procurador-geral dos EUA, Bill Barr, autoriza sondagens eleitorais, apesar de poucas evidências de fraude”, diz a CBC

Todas as reportagens falam sobre a decisão do procurador-geral William Barr de autorizar que procuradores federais investiguem as denúncias de fraudes no pleito de dias atrás, como noticiou a RenovaMídia

Comentários