José Serra e filha viram réus por lavagem de dinheiro

Segundo o MPF, a Odebrecht fez pagamentos indevidos ao senador do PSDB por meio de contas no exterior.

A Justiça Federal aceitou, nesta quarta-feira (29), a denúncia realizada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o senador José Serra (PSDB) e a filha dele, Verônica Allende Serra, por lavagem de dinheiro.

Os dois se tornaram réus no processo que investiga valores que teriam sido pagos pela construtora Odebrecht entre 2006 e 2014.

Em contrapartida, Serra teria recebido benefícios nos contratos envolvendo o Rodoanel Sul.

De acordo com a denúncia realizada pela força-tarefa da operação “Lava Jato“, em São Paulo, a Odebrecht pagou a Serra cerca de R$ 4,5 milhões entre 2006 e 2007, supostamente para usar na sua campanha ao governo do estado de São Paulo

Outros R$ 23 milhões foram pagos, entre 2009 e 2010, para a liberação de créditos com a Dersa, estatal paulista extinta no ano passado.

Ainda de acordo com o MPF, os valores foram pagos no exterior, com intermediação de José Amaro Ramos, e chegaram a contas de Verônica Serra onde foram mantidos ao menos até 2014, destaca o portal G1.

Comentários