Lucas Leiva briga pelo título italiano na Lazio: “Não pensei que seria tão rápido”

A Lazio pode quebrar a hegemonia da Juventus. A vitória de domingo por 2 a 1 sobre a Internazionale deixou o time de Roma a um ponto da Juve, octacampeã da Itália. No meio-de-campo, escalado como titular no 3-5-2 do treinador Simone Inzaghi, está o brasileiro Lucas Leiva.

O volante teve trajetória relâmpago no futebol brasileiro. No mesmo ano em que se tornou titular do Grêmio, em 2007, foi vice-campeão da Libertadores. No mesmo ano, transferiu-se para o Liverpool, onde ficou dez temporadas e bateu na trave no título da Premier League em 2014. Ao lado do ônibus que levou o time a Anfield para o jogo decisivo contra o Chelsea, a torcida fazia um corredor aos gritos de “we’re going to win the league.” No primeiro tempo, Gerrard pisou literalmente na bola, que sobrou para Demba Ba marcar 1 a 0 para o Chelsea. Na segunda etapa, o próprio Ba marcou 2 a 0. O Manchester City foi campeão.

Três anos depois, Lucas Leiva trocou o Liverpool pela Lazio. Pareceu decadência. Diferente disso, a escolha foi por um clube capaz de ganhar a Copa Itália numa final contra a Atalanta e a Supercopa contra a Juventus, octacampeã italiana.

Lucas atendeu o blog para uma conversa por telefone minutos antes de sair para o treino desta segunda-feira, em Roma:

PVC – Você imagnava brigar pelo escudeto nesta temporada?

LUCAS LEIVA – Sinceramente, não imaginava. Nosso objetivo inicial sempre foi brigar pela vaga na Champions League. Desde que cheguei à Lazio, os resultados felizmente estão aparecendo. Ganhamos a Copa Itália. Hoje, nosso foco continua sendo a classificação para a Champions, mas estamos disputando. A Juventus e a Inter são favoritas. A Juve, pela experiência e pela sequência, acostumada a ganhar os títulos.

PVC – Qual é o ponto forte da Lazio?

LUCAS LEIVA – São quatro anos de um trabalho com sequência. Digo quatro anos, porque é o tempo que o Simone Inzaghi está no comando técnico da equipe. Eu estou há três temporadas. Neste tempo, conseguimos ganhar a Copa Itália e a Supercopa, o que não é fácil. Não imaginei que ia ser tão rápido depois de sair do Liverpool. Ajudei o Liverpool a chegar ao nível em que está e agora consigo ajudar a Lazio num nível de competição muito forte.

PVC – Você se lembra da Lazio campeã pela última vez, em 2000?

LUCAS LEIVA – Lembro pouco, mas me recordo de alguns jogadores. Aquele time tinha Verón, Nesta, tinha Stam na defesa. (sic – Stam chegou em 2001). Tinha Simone Inzaghi, hoje nosso treinador. Marcelo Salas, Tinha o volante argentino Almeyda. Hoje, ando nas ruas e as pessoas dizem que meu futebol lembra o do Almeyda.

PVC – Aquela campanha teve a maior virada em trinta anos. A Lazio estava nove pontos atrás…

LUCAS LEIVA – Eram nove pontos atrás, quando faltavam oito rodadas. O Inzaghi já nos falou sobre isso. Claro que era outro tempo. Aquela Lazio era mais rica, mais poderosa, os times de Roma ganharam dois escudetos em dois anos seguidos. Mas é um exemplo que podemos lembrar. De todo jeito, nosso objetivo continua sendo a classificação para a Champions League. Estamos em segundo lugar, dois pontos acima da Internazionale e um atrás da Juventus. Mas temos de nos lembrar de garantir o primeiro objetivo: a vaga na Champions.

Comentários