Maia entende críticas de Bolsonaro ao Renda Brasil

Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara dos Deputados, afirmou, nesta quarta-feira (26), que não tratou do Renda Brasil no café de hoje com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Maia disse, no entanto, que entende as críticas feitas publicamente pelo presidente ao programa proposto pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que levantou a possibilidade de extinguir o abono salarial para viabilizar recursos.

Em conversa com a imprensa, Maia declarou:

“A equipe econômica vazou, antes da reunião com o presidente, qual era a sua ideia. De forma pública, também, o presidente anunciou que por enquanto a matéria está suspensa.”

E, segundo o Valor Investe, acrescentou:

“Você pode ter preocupação em relação ao mérito do que o presidente falou ou preocupação de vir para a imprensa antes da reunião com o presidente.”

Maia disse ainda que é difícil acabar com o abono salarial e o seguro-defeso e desindexar o Orçamento público:

“Mas também era difícil aprovar a reforma da Previdência. O presidente fez a análise correta, não é simples acabar com esse programa [abono] mesmo não.”

Comentários