Mandetta quer hospitais das Forças Armadas tratando infectados

Em períodos de paz, os hospitais de campanha são usados em empreitadas humanitárias. 

As medidas previstas pelo governo Jair Bolsonaro para conter a nova variante de coronavírusincluem o emprego das Forças Armadas do Brasil.

Os militares podem participar da instalação de hospitais de campanha em áreas com maior número de casos de Covid-19.

O pedido de apoio foi feito nesta segunda-feira (16) pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ao titular da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, em uma reunião por videoconferência.

As Forças Armadas têm cinco hospitais de campanha, que são estruturas em barracas e contêineres para emprego em tempos de guerra. 

As unidades estão espalhadas pelo território brasileiro e, segundo o jornal Folha de S.Paulo, o tempo para instalá-las depende dos locais em que serão demandadas.

Comentários