Marta supera recorde de Klose, e Brasil vai às oitavas com vitória sobre a Itália

Resumão

O Brasil se classificou na Copa do Mundo Feminina, e Marta virou a maior artilheira da competição (entre homens e mulheres). A camisa 10 marcou de pênalti, superou Klose ao chegar aos 17 gols na história do torneio e foi decisiva para a vitória por 1 a 0 sobre a Itália, nesta terça-feira, em Valenciennes. Apesar do resultado positivo, a Seleção avança apenas com a terceira colocação do disputado Grupo C. Assim, vai pegar França (provavelmente) ou Alemanha na próxima fase.

Classificação agridoce

O Brasil terminou empatado em pontos com Austrália e Itália, todos com seis, mas ficou atrás no critério de desempate. Pegou uma das vagas destinadas aos quatro melhores terceiros, é verdade, mas por pouco não terminou na liderança do Grupo C. Se fosse assim, pegaria China ou Nigéria nas oitavas. Como pegou a terceira vaga, terá pela frente França ou Alemanha no fim de semana.

Como fica a situação do Brasil? Veja a tabela e simule resultados

Calculadora na mão

O Brasil fica agora à espera do encerramento das outras chaves para conhecer seu adversário nas oitavas de final – e também saber a data do confronto. Provavelmente, a Seleção enfrentará a França no domingo às 16h (de Brasília). Mas há uma combinação (de 10 possíveis) em que o time de Vadão teria a Alemanha pela frente no sábado às 12h30. Para isso, teriam que avançar os terceiros colocados dos Grupos B, C, E e F.

Veja a situação de cada chave na tabela da Copa Feminina

Gol Marta Itália x Brasil

Gol Marta Itália x Brasil (Foto: Reuters)

Itália também comemora

Mesmo com a derrota, a Itália avançou com a primeira colocação do Grupo C, por ter vencido a Austrália e goleada a Jamaica (5 x 0), e vai pegar China ou Nigéria na terça. A Austrália terminou na segunda posição e cruzará o caminho da Noruega no sábado. A eliminada Jamaica encerrou sua primeira participação em Copas com três derrotas, um gol marcado e 12 sofridos.

Itália comemora classificação mesmo após derrota para o Brasil

Itália comemora classificação mesmo após derrota para o Brasil (Foto: Reuters)

90 minutos de equilíbrio

O equilíbrio deu o tomo ao longo da partida. Foi assim em finalizações (12 x 12), chutes a gol (4 x 4) e posse de bola (51% para o Brasil). Na primeira etapa, Bárbara e Giuliani trabalharam bastante e foram grandes responsáveis pelo 0 a 0 até o intervalo.

Marta Brasil x Itália Copa do Mundo Feminina

Marta Brasil x Itália Copa do Mundo Feminina (Foto: Reuters)

No segundo tempo, a Seleção cresceu, acertou o travessão em falta de Andressinha e chegou ao gol com justiça. Debinha fez grande jogada e acabou derrubada na área. Marta, na cobrança, não perdoou. Com a vantagem, o Brasil diminuiu o ritmo e viu a Itália crescer nos minutos finais. Mas ficou nisso.

Rainha de Copas

Ainda que não tenha apresentado uma grande atuação, a melhor jogadora de todos os tempos alcançou mais um recorde. Era questão de tempo, mas com o gol marcado sobre a Itália, nesta terça-feira, em ValenciennesMarta superou Miroslav Klose e se tornou a maior artilheira em Copa do Mundo com 17 golsNa partida anterior, diante da Austrália, a craque havia igualado a marca do alemão.

Melhor do jogo

A maior artilheira da história das Copas foi escolhida pela Fifa o grande nome da partida.

Outros destaques

Bárbara e Debinha foram dois dos grandes nomes da vitória brasileira. A goleira trabalhou, em pelo menos três ocasiões, para impedir o gol italiano. Já a camisa 9 foi quem mais deu trabalho à defesa adversária. Além do pênalti sofrido, criou chances e ofereceu bastante perigo.

Barbara Brasil x Itália Copa do Mundo Feminina

Barbara Brasil x Itália Copa do Mundo Feminina (Foto: Reuters)

Comentários