Moro é retirado de evento de Direito após revolta de professores

Em texto, os professores teceram duras críticas ao ex-ministro da Justiça.

A participação do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, em um evento de Direito causou revolta de professores de pós-graduação.

Após as críticas intensas, Moro não vai mais participar do “III Encontro Virtual do Conpedi”, o Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito do Brasil.

O ex-juiz estava programado para coordenar o painel “O Papel do Setor Privado em Políticas Anticorrupção e de Integridade“, que está marcado para a sexta (25). 

A informação foi divulgada, nesta segunda-feira (21), pelo jornal Folha.

Nós te apresentamos mais detalhes:

  • Os professores de pós-graduação protestaram e pregaram um boicote ao evento após tomarem conhecimento da presença de Sergio Moro.
  • A repercussão negativa foi tão intensa que os organizadores divulgaram uma nota dizendo que estão “atualizando” a programação do encontro.
  • Em texto divulgado no último sábado (19), os professores afirmaram que os organizadores do evento demonstraram “total alheamento da realidade brasileira e absoluto desrespeito ao direito e suas garantias“.
  • Moro foi classificado pelos professores como “o que há de mais desprezível nas violações da Constituição”.
  • O ex-ministro também foi responsabilizado pela “coordenação de uma atividade para que defenda seus métodos e seus pressupostos ideológicos“.

Renova Mídia

Comentários