Mulher é morta a golpes de faca na frente da filha no Maranhão

Uma mulher identificada como Ederlene Ayres Lima, de 36 anos, foi morta com golpes de faca na frente da sua filha, uma criança de apenas cinco, dentro de sua residência, na madrugada desta segunda-feira (23) em São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís. O marido da vítima, reconhecido como Márcio Denis Ferreira Marques, 40, principal suspeito do crime está foragido.

Segundo o delegado da Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), Armado Pacheco, o crime aconteceu por volta das 3h desta segunda na Alameda São Francisco, situada no bairro Jardim Tropical, no município de São José de Ribamar, na Região Metropolitana da capital.

“Por volta de três horas da madrugada nós fomos acionados pelo Ciops, o plantão de homicídios, e nós nos deslocamos até a Alameda São Francisco, no bairro Jardim Tropical, e lá constatamos o óbito da vítima. Chegamos na cena do crime e, de fato, o que se deu para apurar que a criança presenciou toda a cena, onde o marido agrediu a esposa com aproximadamente 12 perfurações à faca. A criança saiu na rua e começou a chorar, pedir socorro. Apareceram os vizinhos que foram até o imóvel e viram o que tinha acontecido”, relatou o delegado.

De acordo com o delegado, após o crime Márcio Denis fugiu em uma bicicleta. “A informação que nós colhemos lá no local é que ele fugiu assim que cometeu o crime e uma bicicleta que ele costumava usar não estava mais no local. Ele abandonou a faca que ele utilizou, ficou no local do crime, próximo onde ficava essa bicicleta guardada”.

O delegado Armando Pacheco revelou que, conforme os vizinhos do casal, Ederlene e Márcio discutiam constantemente, principalmente quando ingeriam bebida alcoólica. “As discussões entre o casal eram constantes. Ambos ingeriam constantemente bebida alcoólica e, inclusive, na companhia da criança. Certa ocorrência, há uns 15 dias, a Polícia Militar conduziu os pais e a criança para a delegacia do Jardim Tropical por estarem embriagados em um bar e na companhia de uma criança de cinco anos de idade. Todas as informações que nós colhemos, tanto no sistema como o que foi relatado pelos vizinhos vão nessa direção de que eles constantemente ingeriam bebida alcoólica e por conta disso brigavam muito e ele a agredia por diversas vezes, e apesar disso ela nunca registrou nenhuma ocorrência policial contra o companheiro por violência doméstica”, finalizou.

O inquérito segue sendo investigado na Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa e a polícia procura Márcio Denis Ferreira Marques, considerado o principal suspeito do crime. O corpo de Ederlene Ayres Lima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), em São Luís.

G1MA

Comentários