Na véspera do ‘lockdown’, São Luís registra grande movimentação nas ruas e filas em bancos

Na véspera do início do lockdown (bloqueio total), que começa a valer a partir desta terça-feira (5) em São Luís e outros três municípios da região metropolitana, a capital maranhenseregistrou alta movimentação de pessoas e veículos em ruas e avenidas.

A medida (leia mais abaixo) tem validade por dez dias em Paço do Lumiar, Raposa, São José de Ribamar e São Luís. Foi decretada pela Justiça na quinta-feira (30) para conter o rápido avanço da pandemia de Covid-19,causada pelo novo coronavírus. Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) afirmou que o Maranhão é o estado da federação que apresenta maior ritmo de crescimento no número de mortos pela doença no Brasil.

Quem não cumprir as regras estará sujeito a advertência, multa ou interdição parcial ou total do estabelecimento, no caso de empresas.

Durante toda a manhã desta segunda-feira (4), foram registradas em São Luís muitas filas nas portas e nas proximidades de agências bancárias. Eram formadas por trabalhadores em busca auxílio emergencial do governo federal, no valor de R$ 600. Em supermercados, alguns estacionamentos tiveram a lotação máxima de veículos.

Já em bairros populares da capital, que concentram grande fluxo diário de pessoas, muitas lojas de comércio não essencial estavam com as portas abertas e atendendo clientes normalmente. Nas ruas e em paradas de ônibus, a maioria da população usava máscara, mas havia aglomerações.

Como será o lockdown no Maranhão

  • Suspensão das atividades não essenciais, com exceção de serviços de alimentação, farmácias, portos e indústrias que trabalham em turnos de 24 horas.
  • Proibição da entrada e saída de veículos por dez dias, com exceção para caminhões, ambulâncias, veículos transportando pessoas para atendimento de saúde e atividades de segurança.
  • Suspensão da circulação de veículos particulares, sendo autorizados somente a saída para compra de alimentos ou medicamentos, para transporte de pessoas e atendimento de saúde, serviços de segurança ou considerados essenciais.
  • Limitação da circulação de pessoas em espaços públicos.
  • Bancos e lotéricas abrem apenas para o pagamento do auxílio emergencial, salários e benefícios sem lotação máxima nesses ambientes, com organização de filas;
  • O uso de máscara continua sendo obrigatório.

A determinação do lockdown partiu do juiz Douglas de Melo Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca da Ilha de São Luís. Em entrevista ao G1, ele afirmou que tomou a decisão porque “as pessoas estão brincando e outros estão morrendo” pela falta de responsabilidade.

O juiz fundamentou sua decisão com base na pesquisa da Fiocruz e também citou que os hospitais privados já noticiam que a capacidade máxima de seus leitos para pacientes com Covid-19 foi atingida.

O magistrado disse ainda que a adoção do bloqueio total é necessária porque “é a única medida possível’ e eficaz no cenário para contenção da proliferação da doença e para possibilitar que o sistema de saúde público e privado se reorganize, a fim de que se consiga destinar tratamento adequado aos doentes.

SÃO LUÍS (MA) - Alta movimentação de pessoas é registrada no bairro João Paulo, na véspera do lockdown. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Alta movimentação de pessoas é registrada no bairro João Paulo, na véspera do lockdown. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

Bancos

SÃO LUÍS (MA) - Trabalhadores aguardam na fila para tentar sacar auxílio emergencial no bairro Turu, na capital maranhense. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Trabalhadores aguardam na fila para tentar sacar auxílio emergencial no bairro Turu, na capital maranhense. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

Na Grande Ilha, muitas agências bancárias registraram alta movimentação de pessoas nesta segunda. Em algumas delas, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar e agentes de trânsito tentavam, com a ajuda de cones e sinalização no chão, organizar o fluxo de pessoas.

De acordo com o decreto, publicado pelo governo do Estado neste domingo (3), as agências bancárias vão continuar funcionando para saques do auxílio emergencial do governo federal. Outros serviços e atendimentos não serão realizados.

SÃO LUÍS (MA) - Longas filas se formaram na frente da agência do Bradesco, no bairro João Paulo. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Longas filas se formaram na frente da agência do Bradesco, no bairro João Paulo. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Com a ajuda de cones e sinalização, agentes de trânsito tentam organizar fila na agência da Caixa Econômica no bairro João Paulo. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA
SÃO LUÍS (MA) - Com a ajuda de cones e sinalização, agentes de trânsito tentam organizar fila na agência da Caixa Econômica no bairro João Paulo. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Com a ajuda de cones e sinalização, agentes de trânsito tentam organizar fila na agência da Caixa Econômica no bairro João Paulo. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Agência do Banco do Brasil, na Avenida dos Holandeses, também registrou filas. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Agência do Banco do Brasil, na Avenida dos Holandeses, também registrou filas. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Filas da Caixa Econômica no bairro Monte Castelo ocuparam parte da avenida. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Filas da Caixa Econômica no bairro Monte Castelo ocuparam parte da avenida. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Desrespeitando medidas de distanciamento social, pessoas se aglomeram dentro de loteria no bairro João Paulo. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Desrespeitando medidas de distanciamento social, pessoas se aglomeram dentro de loteria no bairro João Paulo. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - População aguarda na fila atendimento na Caixa da Praça Deodoro. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – População aguarda na fila atendimento na Caixa da Praça Deodoro. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

Ruas e avenidas

decreto do lockdown deixou a cargo dos municípios as regras para a circulação de veículos e pessoas, mas que determina que o fluxo deverá ser restrito e barreiras de fiscalização deverão ser implementadas.

Por conta disso, nesta segunda-feira, uma alta movimentação de veículos foi registrada em importantes avenidas e ruas da capital do Maranhão.

SÃO LUÍS (MA) - Avenida dos Holandeses registra alta movimentação de veículos na véspera do 'lockdown'. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA
SÃO LUÍS (MA) - Avenida dos Holandeses registra alta movimentação de veículos na véspera do 'lockdown'. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Avenida dos Holandeses registra alta movimentação de veículos na véspera do ‘lockdown’. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Avenida dos Holandeses, na capital maranhense. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA
SÃO LUÍS (MA) - Avenida dos Holandeses, na capital maranhense. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Avenida dos Holandeses, na capital maranhense. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Avenida dos Holandeses registra alta movimentação de veículos antes do 'lockdown'. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Avenida dos Holandeses registra alta movimentação de veículos antes do ‘lockdown’. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Avenida Daniel de La Touche tem movimentação significativa de veículos.  — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Avenida Daniel de La Touche tem movimentação significativa de veículos. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Praça Deodoro, no centro da capital maranhense. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Praça Deodoro, no centro da capital maranhense. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

Comércio

Por determinação, o comércio não essencial não deverá funcionar durante o período do lockdown na Grande Ilha de São Luís. Mesmo com as lojas fechadas na Rua Grande, o principal centro de comércio popular da capital maranhense, muitas pessoas ainda apareceram pela região para tentar fazer compras. Barreiras foram colocadas e policiais militares orientavam a população nesta segunda.

SÃO LUÍS (MA) - Supermercado no bairro Olho d'Água registrou alta movimentação de clientes e veículos nesta segunda-feira (4). — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Supermercado no bairro Olho d’Água registrou alta movimentação de clientes e veículos nesta segunda-feira (4). — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Polícia Militar do Maranhão orienta população que insiste em entrar na Rua Grande.  — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Polícia Militar do Maranhão orienta população que insiste em entrar na Rua Grande. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Acesso à Rua Grande, principal ponto do comércio popular na capital maranhense. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Acesso à Rua Grande, principal ponto do comércio popular na capital maranhense. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Pessoas aguardam na fila atendimento em lojas do bairro João Paulo. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Pessoas aguardam na fila atendimento em lojas do bairro João Paulo. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Acesso à Rua Grande foi fechado pela PM. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Acesso à Rua Grande foi fechado pela PM. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Em alguns bairros, o comércio popular continua funcionando normalmente. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Em alguns bairros, o comércio popular continua funcionando normalmente. — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Comércio popular aberto provocou a alta movimentação de pessoas no bairro João Paulo; — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Comércio popular aberto provocou a alta movimentação de pessoas no bairro João Paulo; — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) - Cruzamento na Avenida Daniel de La Touche tem alto movimento nesta segunda (4). — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

SÃO LUÍS (MA) – Cruzamento na Avenida Daniel de La Touche tem alto movimento nesta segunda (4). — Foto: Rafaelle Fróes/G1 MA

Comentários