‘Não deixem as gigantes tecnológicas silenciá-los’, diz Casa Branca

“Censurar discurso político é o que você esperaria em países como China e Irã”, diz porta-voz.

Twitter segue permitindo que as máquinas de propaganda da China e do Irã publiquem conteúdo livremente enquanto censura uma reportagem do jornal New York Post que exibe e-mails de Hunter Biden conectando seu pai, o candidato democrata Joe Biden, com um escândalo de tráfico de influência na Ucrânia.

A rede social também bloqueou usuários por compartilharem a matéria, incluindo a secretário de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany.

Em mensagem publicada nesta quinta-feira (15), McEnany acusa o Twitter de “censurar discurso político”:

“Censurar discurso político é o que você esperaria em países como China, Coreia do Norte ou Irã — NÃO na América.”

A porta-voz completou:

“Isso deve assustar todos os americanos que valorizam o discurso livre e aberto. NÃO deixe as gigantes tecnológicas silenciarem VOCÊ.”

Comentários