Petrobras rebate Bolsonaro e diz que não antecipa reajuste de preços

Petrobras afirmou que não antecipa as decisões referentes ao reajuste no preço dos combustíveis e esclareceu que não existe nenhuma decisão tomada pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) que não foi anunciada ao mercado. O posicionamento da estatal aconteceu nesta segunda-feira, 1º, depois que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) dizer que a empresa planeja um novo aumento para daqui 20 dias. “A Petrobras já anuncia, eu sei extraoficialmente, novo reajuste daqui a 20 dias. Isso não pode acontecer. A gente não aguenta, porque o preço do combustível está atrelado à inflação”, disse Bolsonaro durante visita à cidade de Anguillara Veneta. “A Petrobras, em relação às notícias veiculadas na mídia a respeito de expectativa de novos reajustes nos preços de combustíveis, esclarece que ajustes de preços de produtos são realizados no curso normal de seus negócios e seguem as suas políticas comerciais vigentes”, afirmou a estatal em comunicado. A Petrobras afirmou ainda que busca praticar preços competitivos “ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais”.

Jovem Pan

Comentários