Planeta entre Urano e Netuno foi expulso do Sistema Solar?

Gigante de gelo teria sido ejetado ainda na juventude de nosso Sistema Solar.

Um grupo de astrônomos do Carnegie Institution for Science, dos Estados Unidos, aponta que um planeta adicional que ficava entre Urano Netuno foi expulso do Sistema Solar quando ainda era muito jovem.  

A teoria dos cientistas alega que há muito tempo atrás o Sol era cercado por um disco de gás e poeira. 

Através de inúmeras colisões, os planetas se formaram e começaram a orbitar a estrela a uma distância relativamente curta.  

Após essa fase inicial, os planetas mais massivos iniciaram interações gravitacionais, levando o Sistema Solar ao arranjo atual.  

Para conseguir obter imagens mais claras sobre como o sistema solar se formou, os cientistas realizaram cerca de 6 mil simulações de computadores. 

Matt Clement, autor principal de um artigo sobre as simulações, que foi publicado na revista Icarus, afirmou que a equipe descobriu que o arranjo final de Urano e Netuno, os dois planetas gelados mais distantes do Sol, foi determinado por dois fatores principais. 

  • massa do cinturão de Kuiper — uma região de planetas anões e planetoides nos confins do Sistema Solar 
  • “gigante de gelo ejetado” ainda na juventude de nosso Sistema Solar 

De acordo com o cientista, a descoberta pode ser a resposta sobre por que o Sistema Solar parece “estranho” se comparado com outros.  

Comentários