Rio e Niterói decretam medidas rígidas de isolamento social

Apesar do decreto publicado ontem (6) pela prefeitura do Rio de Janeiro determinando a abertura do comércio às 9h a partir de hoje (7), a determinação não foi seguida por alguns lojistas.

Os decretos foram publicados nos respectivos Diários Oficiais dos municípios de Niterói e do Rio.

Os prefeitos do Rio de JaneiroEduardo Paes, e de NiteróiAxel Grael, decidiram decretar medidas rígidas de isolamento social, com o fechamento do comércio não essencial. 

O anúncio foi feito nesta segunda-feira (22), durante entrevista coletiva conjunta, em Niterói. 

As medidas vão vigorar de 26 de março até 4 de abril, quando serão revistas, podendo ser suspensas ou mantidas.

Haverá atendimento presencial apenas de serviços essenciais, teletrabalho para funcionários públicos. Permanecerão fechadas creches, escolas, universidades, cursos de idiomas e autoescolas. 

Será proibida a permanência em vias públicas entre as 23h e as 5h. Ficam fechados para atendimento presencial museus, bibliotecas, bares, lanchonetes, restaurantes e quiosques.

As lanchonetes, restaurantes e bares poderão funcionar com entregas a domicilio, drive-thru e retiradas. 

Poderão funcionar comércio de alimentos, bebidas, supermercados, açougues, padarias, assim como bancos, lotéricas, comércio atacadista, feiras livres, postos de combustíveis e revenda de gás, mecânicas, lojas de autopeças, hotelaria, transporte de passageiros, indústrias, call centers e funerárias, entre outros segmentos essenciais. 

As praias permanecem fechadas para banho ou permanência na areia, sendo tolerado apenas a prática de exercícios individuais.

Comentários