Rússia negocia produção em massa da vacina com o Brasil

Primeiro dia da campanha estadual do Dia D de Vacinação Contra o Sarampo no Rio de Janeiro, caminhão itinerante da Secretaria Estadual de Saúde

Cientistas da Rússia responsáveis pelo desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus afirmaram que já negociam com o Brasil e com outras nações a produção em massa do novo imunizante Sputnik V.

A vacina, que obteve um registro provisório no início deste mês, começa a ser testada em massa já nos próximos dias e ofereceria imunidade contra a Covid-19 por dois anos.

Em entrevista coletiva, Alexander Gintsburg, diretor do Instituto Gamaleya de Pesquisa em Epidemiologia e Microbiologia, declarou:

“Estamos conversando com outros países, como Índia, Brasil, Coreia do Sul e Cuba.”

Gintsburg acrescentou que a prioridade dos russos será a de negociar com países que queiram produzir o imunizante e tenham capacidade para tanto. No entanto, disse, há planos também para exportar a vacina, informa o portal Terra.

Comentários