Sapatos de crianças guardam segredos do campo de Auschwitz

Um grande número de sapatos pertencentes a crianças que morreram em Auschwitz-Birkenau estão em exibição no museu.

Um grupo de especialistas do Museu de Auschwitz-Birkenau fez uma descoberta emocionante em sapatos que pertenciam a uma criança que morreu no campo de concentração da Alemanha Nazista na Segunda Guerra Mundial.

“Foi encontrada uma inscrição manuscrita em um dos sapatos infantis com o nome e sobrenome da criança, a marcação do transporte e o número de registro da criança na lista de transporte (Ba 541)”, explica o memorial.

O sapato com a inscrição manuscrita pertencia a um garoto chamado Amos Steinberg, da República Tcheca, que tinha 6 anos quando chegou a Auschwitz em 1944.

Steinberg, que morava em Praga, foi preso no gueto de Theresienstadt, perto da capital tcheca, em 10 de agosto de 1942. A família foi posteriormente deportada para Auschwitz, destaca a emissora FoxNews.

Comentários