Secretário garante que notas de R$ 200 não devem aumentar inflação

Secretário disse que a medida se justifica pela necessidade de colocar notas em circulação com redução de custo de impressão.

O secretário do Tesouro, Bruno Funchal, afirmou, nesta quinta-feira (30), que a emissão das novas cédulas de R$ 200 não deve causar um aumento da inflação na economia do Brasil.

Em coletiva de imprensa, segundo a revista Época, Funchal afirmou que não acredita haver demanda que cause “pressões inflacionárias” com a nova nota.

“Sobre causar inflação, eu acho muito difícil, porque estamos com uma inflação extremamente baixa, uma queda de PIB significativa. Dificilmente, a gente terá uma demanda que cause pressões inflacionárias. Então, não vejo essa possibilidade.”

O secretário também afirmou que a decisão do Banco Central foi tomada após longa avaliação de prós e contra.

Comentários