Sérgio Nonato é hostilizado por torcedores e deixa eleição do Cruzeiro sob escolta policial

Sérgio Nonato, ex-diretor geral do Cruzeiro na gestão Wagner Pires de Sá, deixou o Ginásio do Barro Preto, onde se realiza nesta quinta-feira a eleição do novo presidente do clube e da mesa diretora do Conselho, escoltado pela Polícia Militar.

Torcedores cercaram as saídas do local à espera do ex-dirigente cruzeirense. Ao deixar o ginásio, cercado por policiais, Serginho, como também é conhecido, foi hostilizado. Ele entrou rapidamente em um carro e deixou a região, ainda sob escolta policial. Um torcedor que protestava foi expulso do local pelos militares. Um dos PM’s agrediu o torcedor com um chute.

“Serginho, vagabundo, safado, desgraçado, você acabou com o Cruzeiro”, gritava um dos torcedores.

Em reposta ao questionamento feito pela TV Globo sobre a ação policial mostrada no vídeo, o porta voz da PM, Major Flávio Santiago, explicou a ação militar.

– Quando várias pessoas tentaram, mesmo com a presença policial, fazer aproximação e agredi-lo, o PM conseguiu fazer com que algumas pessoas se dispersassem e outra, mesmo com advertência mais enérgica da PM, furam o bloqueio. Houve necessidade de uma intervenção mais enérgica. A gradação do uso da força temos previsão usar pernas e braços para intervir em ações onde pessoas estão entorpecidas de sentimento de ódio. Se não usasse com energia , a situação poderia ser pior. Não verificamos abuso de autoridade. Se não houvesse aquela ação, poderíamos ter até a morte do ameaçado – disse o porta voz da PM.

+ Cruzeiro divulga balanço de 2019 com déficit de R$ 394 milhões; dívida total é de R$ 803 milhões

Sérgio Nonato deixa eleição do Cruzeiro sob escolta policial — Foto: Reprodução TV Globo

Sérgio Nonato deixa eleição do Cruzeiro sob escolta policial — Foto: Reprodução TV Globo

Sérgio Nonato não seguiu a recomendação de comparecer na eleição do Cruzeiro respeitando a ordem alfabética (nomes com inicial em letra S estavam previstos para 14h às 15h). Ele é um dos 30 conselheiros que haviam sido expulsos do órgão por infringir o estatuto. Porém, Serginho e outras 28 pessoas obtiveram uma liminar na Justiça para recuperar o mandato e ter direito a voto no pleito desta quinta-feira.

Concorrem para presidente, o advogado Sérgio Santos Rodrigues, que tem como vices Lidson Potsch e Biagio Peluso, e Ronaldo Granata, ex-vice-presidente na gestão Wagner Pires de Sá (e opositor da mesma). A chapa de Granata ainda é composta por Maurício Marques da Silva (1º vice) e Ailton Ricaldoni Lobo (2º vice).

Sergio Nonato deixa ginásio sob escolta — Foto: TV Globo

Sergio Nonato deixa ginásio sob escolta — Foto: TV Globo

(*) Com informações de Rodrigo Franco e Leandro Pacheco, da TV Globo

Comentários