Servidores da Seap são presos por suspeita de facilitar a entrada de produtos ilícitos em presídios no MA

A Polícia Civil prendeu em flagrante no domingo (4), dois servidores temporários da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), que atuam no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Segundo as investigações, eles fazem parte de um esquema que facilitava a entrada de produtos ilícitos dentro dos presídios no Maranhão.

De acordo com a polícia, os servidores são suspeitos de integrar uma facção criminosa que atua no estado. Durante a ação, foram apreendidos cinco celulares, carregadores, fones de ouvido, peças de reposição, uma pistola.

Além disso, um veículo de luxo, que pertence a um dos presos também foi apreendido. A polícia afirma que o automóvel é incompatível com sua renda familiar.

A ação foi coordenada pela Superintendência Estadual de Combate à Corrupção (Seccor) em conjunto com a Polícia Penal da Seap e do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco).

G1MA

Comentários