Tarifa de serviços postais dos Correios é reajustada

Produtos do segmento de encomendas não sofrem alteração na nova tabela de preços.

A tarifa dos serviços postais e telegráficos prestados pelos Correios foi reajustada pelo Ministério das Comunicações do governo de Jair Bolsonaro.

A informação está presente em uma portaria publicada, nesta segunda-feira (31), pelo ministro Fábio Faria.

O novo valor é de 4,2915% para serviços nacionais e internacionais, e corresponde ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do período de janeiro a dezembro de 2020. 

A portaria criou uma tabela de preços com base no peso do produto enviado pelos Correios, bem como no país e localização do envio e destino. 

Os valores incidem sobre serviços como carta, telegrama, malote e Franqueamento Autorizado de Cartas (FAC).

De acordo com a tabela, correspondências em formato de carta e aerograma nacional, de até 20 gramas (primeiro porte), passam a R$ 2,12

Cartas e cartões postais internacionais na modalidade econômica passam custam R$ 1,74 na primeira faixa.

O telegrama nacional redigido pela internet passa a custar R$ 8,90 por página — antes era R$ 8,54 –, e o feito por telefone passa de R$ 10,30 para R$ 10,74.

Os produtos do segmento de encomendas, como Sedex, PAC e Mala Direta, não tiveram alterações na tabela de preços.

Comentários