USP testa vacina por spray contra COVID-19

A Universidade de São Paulo (USP) aposta em uma vacina por spray nasal para combater o avanço do coronavírus. O medicamento já foi testado em camundongos contra hepatite B e agora a tecnologia está sendo direcionada ao combate do Covid-19.
A equipe desenvolveu uma nanopartícula e introduziu uma proteína do vírus que deve ser administrada nas narinas para que o corpo produza os anticorpos e ative respostas contra o vírus. 

A nanopartícula possui propriedade muco-adesiva, que permite que ela permaneça até 3 a 4 horas nas narinas até ser absorvida pelo organismo e impedindo que seja expelida por meio de espirros, por exemplo.
Algumas das vantagens encontradas pelos pesquisadores para este modelo de aplicação (por spray) é o fato de ele ser menos invasivo, podendo ser mais bem aceito por crianças e idosos e com menos reações, devendo ser aplicado em 4 doses (2 em cada narina) em um intervalo de 15 dias.
Segundo a OMS, existem pelo menos 100 vacinas em desenvolvimento pelo mundo, algumas delas já em fase de teste com humanos.
Fonte: Jornal da USP

Comentários